Arquivo da tag: Caio Fernando Abreu

Delicadezas


Aprendi que minhas delicadezas nem sempre são suficientes para despertar a suavidade alheia. Caio F. Abreu Anúncios

Publicado em Palavras | Marcado com | Deixe um comentário

Coisas antigas


Durante algum tempo fiz coisas antigas como chorar e sentir saudade da maneira mais humana possível: fiz coisas antigas e humanas como se elas me solucionassem. Não solucionaram. Caio Fernando Abreu

| Marcado com | Deixe um comentário

As pessoas falam coisas, e por trás do que falam há o que sentem, e por trás do que sentem, há o que são e nem sempre se mostra. Caio Fernando Abreu in Morangos Mofados

Publicado em Palavras | Marcado com | Deixe um comentário