Liberdade


Dá licença? Se eu quiser chorar?
Ninguém pode controlar o que irei sofrer
São os meus sentimentos. Posso sentir?

Dá licença? Se eu quiser seguir?
Ninguém pode controlar por onde irei caminhar
São os meus passos. Posso ir?

Dá licença? Se eu quiser tentar?
Não quero permanecer a mesma, com os mesmos erros e acertos
É a minha vida. Posso mudar?

Dá licença? Se eu quiser me enganar?
Ninguém vai poder me livrar
É a minha ‘cara’. Posso quebrá-la sozinha?

Eu só queria poder querer ser um pouco de tudo.
O final só interessa a mim, se vai ser bom ou ruim, nem eu sei
Quero sentir, chorar, seguir, me enganar e mudar
Não posso aprender nada sem viver, sem errar
E não quero pular nenhuma parte, nem a da dor
Quero ver as feridas cicatrizando
Vou seguir assim caminhando
Até o dia em que eu perceba que não vale mais a pena
E então, voltarei a ser a mesma, única
Antes disso, posso querer?

(Anyele Matos – 31/08/10)

Anúncios

Sobre anymatos

Sou estudante e tenho 15 anos. Aqui está um pouco do que sou, do que sinto, de como vejo o mundo, as pessoas e a mim mesma, mas como tudo que sofre a ação do tempo é modificado, eu também estou sujeita a metamorfoses, ficarão registradas então as mudanças do meu ser.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s